Pular para o conteúdo principal

Abril despedaçado | Recomendação de filme “não hollywoodiano”

Abril Despedaçado - 2001 - Brasil/Suíça/França

"A tua vida agora tá dividida em dois... os 20 anos que tu já viveu e o pouco tempo que te resta para viver"

    Uma indicação brasileira é sempre bem-vinda! O filme de hoje é dirigido pelo Walter Sales, o mesmo de Central do Brasil. No elenco, temos Rodrigo Santoro, Wagner Moura e Luiz Carlos Vasconcelos no elenco principal.
    O roteiro é baseado na obra Prilli i Thyer de Ismail Kadare, adaptando para o sertão brasileiro, no início do século 20. Na história acompanhamos o jovem Tonho, interpretado por Rodrigo Santoro, que é obrigado a vingar a morte do irmão mais velho, em uma disputa por terras que já dura anos. Após conseguir o objetivo, Tonho começa a questionar o real sentido em defender a honra e se vale mesmo a pena manter esse ciclo vicioso.
    O filme lembra bastante literatura brasileira. Se algum dia você já leu Sagarana de Guimarães Rosa, então será mais fácil de entender a questão de disputas, assim como também é possível lembrar de Vidas Secas de Graciliano Ramos, em que os personagens são vítimas da própria ignorância, vivem de maneira miserável e não dão importância aos estudos ou até mesmo dar um nome ao próprio filho.
    A atuação do Santoro como sempre é sensacional, assim como todo elenco secundário, inclusive o irmão mais novo, o Pacu, interpretado por Ravi Ramos Lacerda. Ainda temos uma pequena participação do Gero Camilo, um dos grandes atores brasileiro.
    Falando um pouco da ambientação e figurino, os cenários são o sertão brasileiro, com imagens lindas do interior do Brasil. O casebre em que a família do Tonho vive, a “máquina” de moer cana e a vestimenta dos personagens foram feitos com muito cuidado para manter o máximo possível de realismo do período retratado.
    Abril despedaçado é um filme que causa um sentimento de tristeza quando acompanhamos a vida da família de Tonho, assim como a narração da história do irmão mais novo e seu desejo em aprender a ler. O final também causará bastante tristeza, mesmo sendo um pouco óbvio o destino que os aguardam. 
    Esta é mais uma indicação de filme nacional de qualidade, para mostrar que não produzimos apenas comédias. Em breve escreveremos mais sobre filmes nacionais que valem a penas ser assistidos! 
    Confira o trailer:

    Espero que gostem da recomendação e curtam nossa fanpage, para não perder todas as recomendações!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Guia de leitura para John Constantine: Hellblazer | Cronologia

Tropa Dercy - 62 - Irmãos à Obra

Capitã Marvel | Trailer, poster e imagens

10 filmes com personagens protagonistas LGBT

Arte com Star Wars por David Kraig | Imagens

Tropa Dercy - 56 - Motoqueiro Fantasma: Estrada para Danação