Pular para o conteúdo principal

Os homens que não amavam as mulheres | Recomendação de filme “não hollywoodiano”

Os homens que não amavam as mulheres - Män som hatar kvinnor - 2009 - Suécia

"Os homens que não amavam as mulheres" é uma adaptação do livro homônimo da trilogia Millennium,  escrito por Stieg Larsson. A história é focada no clã Vanger, uma família do mundo dos negócios e que já foi um império no mundo nos negócios. O líder dos Vanger é o já aposentado Henrik Vanger, um homem atormentado pela morte de sua sobrinha, Harriet Vager, um crime que nunca foi solucionado.
Para resolver o mistério de Harriet, Henrik decide contratar o jornalista Mikael, que apesar de ter acabado de perder um processo por difamação, ainda mantém a reputação de verificar bem suas fontes antes de fazer qualquer reportagem de acusação. Em certo ponto das investigações, Mikael soma forças com Lisbeth Salander, uma misteriosa jovem profissional em obter informações sigilosas de qualquer pessoa. 
Uma das frases de Lisbeth é: "Todos tem segredos", e na família Vanger esses segredos são mais obscuros que podemos imaginar, a busca pelo assassinato de Harriet mostrará uma família cheia de segredos como associação ao nazismo e outras mortes misteriosas não resolvidas.

Em paralelo as investigações, acompanhamos como a revista Millennium lida com a repercussão negativa da condenação de Mikael. E também é apresentado um pouco da vida de Lisbeth, uma mulher marcada tanto pelo triste passado como pelo preconceito sofrido no presente.
Por ser uma adaptação, obviamente ocorreram certas mudanças em relação ao livro, para quem tiver curiosidade e não tem interesse em ler o livro ou não se importa com possíveis spoilers do livro, leia os tópicos abaixo (cheio de spoilers) e veja onde e como ocorreram determinados pontos do livro:

[Início dos spoilers]

- Não existiu a cena do ataque com a Lisbeth, a maneira como quebraram o notebook foi outra;
- Mikael foi chamado para para fingir que escreveria uma biografia da família Vanger, mas seu real trabalho era Harriet;
- Em Hedestad, Mikael se envolve com Cecília Vanger;
- A mãe de Lisbeth morre antes de encontrarem Harriet na Austrália; 
- A ideia de manter o traidor da Millennium no emprego, para controlar o que ele sabia, foi tomada com Erika e Mikael em conjunto;
- Martin Vanger não utiliza sedativo em Mikael, ele usa uma arma para rendê-lo; 
- Não há um momento cara a cara entre Martin e Lisbeth após o acidente de carro;
- Não há participação do policial amigo de Henrik Vanger, assim como não chamam ninguém da polícia para ver o local em que Martin aprisionava suas vítimas. Também não existia o armário com fotos das vítimas de Martin.
- Diferente do filme, Mikael recebe uma carta de Henrik pedindo para não divulgar o caso. Mikael acaba, contra a sua vontade, não divulgando a história em respeito a Harriet, mas vem da Lisbeth a ideia de ajudar financeiramente um grupo de mulheres abusadas.
- A prisão de Mikael ocorreu em outro momento e, inicialmente, o Henrik ia ajudá-lo no caso Wenneström. Porém, as informações não seriam úteis pois já teriam prescrito. A Lisbeth é que realmente acaba o ajudando, mas é em uma situação "por acaso", ela não o visita na prisão.

[Fim dos spoilers]

Por fim, claro que pode ter mais detalhes diferentes, mas acredito ter coberto os principais pontos. O livro é bem mais interessante que o filme, por isso eu recomendo a leitura. Mesmo assim, a adaptação foi muito bem feita, principalmente a atriz no papel de Lisbeth, acredito que as mulheres gostarão bastante da personagem. A exibição original foi dividida em duas partes, o filme é longo, mas vale a pena. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Guia de leitura para John Constantine: Hellblazer | Cronologia

Recomendação de 10 filmes de Artes Marciais | Lista

10 filmes com personagens protagonistas LGBT

Tropa Dercy - 62 - Irmãos à Obra

Wayne de Gotham | Recomendação de Livro

Capitã Marvel | Trailer, poster e imagens