Pular para o conteúdo principal

O nevoeiro (Série) | Crítica

Por: Etore Modena

Mais uma maratona da Tropa Dercy, realizada com o nobre objetivo de destrinchar a qualidade e indicar (ou não) conteúdos de qualidade para você! =)

Esta crítica é descompromissada, sem querer comparar a série com o filme de mesmo nome, lançado em 2007 e dirigido por Frank Darabont, e tão pouco com o conto original publicado no livro “Tripulação de Esqueleto” (1985).

Stephen King é, indiscutivelmente, o escritor com maior quantidade de adaptações de suas obras para cinema e tv. Particularmente, gosto muito de “Vôo Noturno” (1997), “Fenda no Tempo” (1995) e ambas as versões de "O Iluminado" (1980 e 1997).

Antes de “O Nevoeiro”, tivemos a adaptação de “Under the Dome” (2013-2015), o qual tive a oportunidade tanto de assistir a série, quanto ler o livro e posso afirmar o quão diferente foram as obras, uma não exclui a outra, porém, muito foi mudado do original.

Sobre o roteiro, “O Nevoeiro” discute diversos temas delicados como pontos de vistas de um mesmo crime, religião, comportamentos de sobrevivência e etc. Todas as características já bem conhecidas para os fãs de Stephen King mas que em um primeiro contato podem chocar um telespectador interessado em uma série simples de suspense. Contudo, não espere profundidade, os temas estão lá, mas são discutidos brevemente.

Os 10 episódios passam com certa fluidez, com um pequeno enrosco no 5° episódio, aparentemente para mostrar um aspecto de um único personagem que já está óbvio desde o início.

O elenco atua de modo descompromissado, algumas cenas chegam a ser caricatas, mas não podemos esquecer que trata-se de uma novela. Nada digno de um Emmy, mas não tão ruim que chegue a incomodar.

Os efeitos especiais relacionados as cenas gore são bem impactantes e as cenas dentro do nevoeiro causam uma sensação claustrofóbica, mas os efeitos param por aí, uma vez que a narrativa é focada na interação entre as pessoas.

A série entrega uma primeira temporada mediana e quase redonda, pequenas pontas soltas que serão utilizadas para prosseguir com o conteúdo não instigam tanta curiosidade. No entanto, o fator Stephen King sempre nos faz querer ir até o final, ou seja, temos uma fonte de boa qualidade mas que precisa ser trabalhada melhor na série, pois afinal, se você quiser muito saber o desfecho e achar o andamento da série enfadonho, poderá buscar tanto o filme quanto o conto.

Nota: 6.0/10



____________________________________________________
Veja outras adaptações de Stephen King:
Filmes baseados em contos e livros do Stephen King
____________________________________________________

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tropa Dercy - 56 - Motoqueiro Fantasma: Estrada para Danação

Tropa Dercy - 51 - Super Campeões

Glass (Vidro) | Trailer, Poster, Imagens

Wayne de Gotham | Recomendação de Livro

Walt Disney - O triunfo da imaginação americana | Recomendação de Livro

Guia de leitura para John Constantine: Hellblazer | Cronologia